Double

América Latina

Bolívia: Luis Arce é o candidato a presidente do MAS para as eleições

Chapa surpreendeu apoiadores de Choquehuanca para presidente e será anunciada oficialmente por Evo nesta quarta

Resumen Latinoamericano |
O ex-presidente Evo Morales durante encontro de dois dias com os líderes do MAS-IPSP e do Pacto de Unidade que definiu os candidatos
O ex-presidente Evo Morales durante encontro de dois dias com os líderes do MAS-IPSP e do Pacto de Unidade que definiu os candidatos - Fotos Públicas

Após uma reunião realizada no último domingo na Argentina por dirigentes do Movimento Ao Socialismo (MAS) de nove departamentos (estados) bolivianos e do Pacto de Unidade, o nome de Luis Arce foi escolhido como candidato presidencial tendo David Choquehuanca como candidato a vice para as eleições presidenciais que acontecem no próximo dia 3 de maio na Bolívia.

Com o apoio de Evo Morales, os nomes escolhidos passam a fazer parte da equipe de pré-candidatos definidos na última sexta-feira (17) pelos representes desses partidos socialistas, quando firmaram um acordo de unidade política e social.

No ato realizado em Buenos Aires foram apresentados os candidatos que, segundo Morales, chegaram até a capital argentina "com muito sacrifício e vencendo dificuldades extremas”.

O novo candidato presidencial do MAS-IPSP, Luiz Arce, foi o ministro de Economia e Finanças da Bolívia em duas oportunidades. A primeira entre os anos de 2006 e 2017 e a segunda desde 23 de janeiro de 2019 até 10 de novembro de 2019, durante o primeiro, segundo e terceiro governo do presidente Evo Morales.

Já o candidato à vice-presidência pelo partido de Morales, David Choquehuanca, é um dirigente sindical, pachamamista e político aimara boliviano, que exerceu o cardo de ministro das Relações Exteriores no período 2016-2017, para então ocupar o cargo se secretário-geral da Alba (Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América), entre 2017 e 2019.

Os candidatos eleitos compartilham o acordo com a unidade que os respalda a defender as lutas dos movimentos sociais pelas transformações políticas e econômicas que favorecem o povo boliviano.

Na quarta-feira (22), Evo anunciará oficialmente a chapa para as eleições que surpreendeu muitos bolivianos que haviam dado seu apoio a Choquehuanca para presidente tendo como vice Andrónico Rodrigues.

 

Edição: Leandro Melito


Double Mapa do site

1234