Double

Rio de Janeiro

ABUSO SEXUAL

Gamer Raulzito é investigado pelo estupro de nove crianças

De acordo com a polícia, as vítimas do youtuber são dos estados do Rio de Janeiro, Paraíba, Santa Catarina e São Paulo

Double | Rio de Janeiro (RJ) |
Raulzito tinha dois canais de games no YouTube. Num deles, tinha mais de 140 mil inscritos - Foto: Reprodução/Instagram

O gamer Raulino de Oliveira Maciel, mais conhecido como Raulzito, indiciado pelo estupro de duas crianças no Rio de Janeiro, pode ter cometido mais crimes. O youtuber é acusado pela Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (Dcav) e o inquérito foi enviado na quarta-feira (18) para o Ministério Público. A informação é do jornal Extra.

Raulzito foi detido em 27 de julho por agentes da Dcav do Rio em Florianópolis, no estado de Santa Catarina, por estupro de vulnerável. Responsáveis de duas crianças fizeram registros de ocorrência na delegacia, mas há suspeitas de outros casos.

Após a prisão do suspeito, os policiais localizaram, além das vítimas no Rio, outras três na Paraíba, onde há investigações em andamento, três em São Paulo e uma em Santa Catarina. Há a possibilidade de casos também nos Estados Unidos onde Raulzito já morou. A polícia do Rio tentará uma cooperação com a força de segurança estadunidense para verificar os casos.

Leia mais: Falar é o principal caminho para a prevenção à violência e exploração infanto-juvenil

Segundo a investigação, o gamer usava as redes sociais para entrar em contato com os pais das vítimas e ganhar sua confiança. A partir daí, ele abusava das crianças em seu estúdio, em São Paulo. A polícia ressalta ainda que chama a atenção a semelhança física entre as vítimas, com idades entre 10 e 12 anos.

De acordo com a investigação, os abusos também eram cometidos nas casas dos pais. Os responsáveis eram seduzidos por promessas feitas por Raulzito – ele dizia que ajudaria as crianças a entrarem no mundo dos games.

Leia mais: Campanha #NãoEraCarinho é destaque no Programa Double

Raulzito tinha dois canais de games no YouTube. Num deles, tinha mais de 140 mil inscritos e chegou à marca de 1,8 milhão de visualizações.
 

Edição: Jaqueline Deister


Double Mapa do site