Double

CRISE POLÍTICA

México é o primeiro país da América Latina a receber refugiados afegãos

Grupo de 124 afegãos foi recebido na Cidade do México e conseguiu asilo após Talibã assumir o poder no Afeganistão

Double | Caracas (Venezuela) |
Além do México, Chile, Costa e Brasil afirmaram que podem receber refugiados do Afeganistão. - SRE México

O ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrad, recebeu nesta quarta-feira (25) na Cidade do México um grupo de 124 refugiados afegãos que conta com jornalistas e cientistas.

Continua após publicidade

Os cidadãos afegãos foram transportados de Cabul à capital mexicana num avião da Força Aérea do Qatar. Os jornalistas são correspondentes de meios de comunicação internacionais, como The New York Times, Washington Post e a revista Times. Todos solicitaram visto humanitário ou asilo político no país latino-americano. O governo mexicano já havia anunciado que estava disposto a receber o afegãos após a retomada do poder do grupo fundamentalista Talibã. 

Entre os refugiados estão cinco cientistas afegãs, que faziam parte da equipe de robótica Afhgan Dreamers, responsável por desenvolver respiradores para atender pacientes com covid-19 no seu país natal. 

"Agora queremos dizer de todo o coração 'estão em suas casas' e o México honra sua tradição e o futuro que queremos ter", declarou o ministro de Relações Exteriores. 

"Com os talibãs no poder as coisas não estão a nosso favor. No entanto temos a honra de estar aqui, a salvo. Vocês salvaram nossas vidas e nossos sonhos", afirmouFatemah Qaderyan

Na América Latina, Chile e Costa Rica também manifestaram disposição em receber os afegãos. O Brasil anunciou que poderia recebê-los, mas destacou que os refugiados devem seguir o processo facilitado de pedido de refúgio, similar ao procedimento aplicado com os venezuelanos. 

Leia também: Chefe da CIA teve reunião secreta com líder talibã, diz jornal

Até o momento, Reino Unido, Dinamarca, Alemanha, Polônia, Ucrânia, Itália, Bahrein, Cazaquistão. Kuwait, Qatar, Tajiquistão, Uzbequistão, Turquia, Emirados Árabes Unidos e Uganda aceitaram oferecer asilo político. 

De acordo com a Agência de Refugiados da ONU (Acnur), o país que mais alberga refugiados afegãos é o Paquistão, com 1,45 milhão de pessoas até 2020. Em seguida estaria o Irã com 780 mil pessoas e a Alemanha com 181 mil. 

* Com informação de Telesur e La Jornada.

Edição: Thales Schmidt


Double Mapa do site

1234