Double

EXÉRCITO NA RUA

Após registrar dia mais violento da história, El Salvador decreta estado de exceção

Com 62 homicídios registrados apenas no sábado (26), presidente Nayib Bukele decreta regime de exceção

Double | São Paulo (SP) |
Com regime de exceção, militares assumem a segurança das ruas de El Salvador no próximo mês - Marvin Recinos / AFP

O governo de El Salvador decretou hoje (27) estado de exceção pelos próximos 30 dias. A medida foi imposta pelo presidente Nayib Bukele e referendada pela Assembleia Nacional depois de país viver o dia mais violento da sua história com 62 homicídios registradossomente no último sábado. Segundo a Polícia Nacional, a violência se deve a uma disputa de territórios da maior facção criminosa do país, a Mara Salvatrucha (MS13).

Na sexta-feira (26) já haviam sido contabilizadas 14 mortes e na manhã deste domingo houve outro assassinato a tiros no centro da capital San Salvador, somando 77 homicídios neste fim de semana. A cifra bateu o recorde negativo do próprio país com 51 mortos em apenas 24 horas, em agosto de 2015.

Bukele convocou um gabinete de Segurança com representantes do Ministério Público para avaliar medidas contra o crime organizado.

De acordo com a constituição do país, no próximo mês estão suspensos quatro direitos básicos: a liberdade de associação, o direito de defesa em casos de prisão, a suspensão do prazo máximo de 72 horas para detenção administrativa e a inviolabilidade das correspondências e telecomunicaçãoes, liberando o uso indiscriminado de grampos telefônicos.

O Centro de Estudos Jurídicos de El Salvador criticou a decisão. "O regime de exceção é a medida mais extrema ante situações de grande perturbação da ordem pública. Solicitar a aprovação de um regime de exceção evidencia o total fracasso do Plano de Controle Territorial, ou melhor, sua inexistência", publicaram em comunicado. 

Apesar da publicação, o presidente salvadorenho segue com a campanha de combate às maras e pandillas - células do narcotráfico, paramilitarismo e crime organizado no país. O governo de Bukele iniciou 2022 com o melhor desempenho em matéria de segurança, afirmando ter diminuído em 15% a taxa de homicídios no último ano. O ano de 2021 encerrou com mais mortos por acidentes de trânsito que por violência.

Segundodados oficiais, em 2021, El Salvador teve uma média de 18 homicídios a cada 100 mil habitantes, enquanto no ano anterior, a cifra era de 20 mortos a cada grupo de 100 mil salvadorenhos.



* Com informação de La Prensa Gráfica, DW e El Salvador.com

Edição: Sarah Fernandes


Double Mapa do site