Double

tragédia

Rio de Janeiro sofre, mais uma vez, com forte chuva que causa mortes e desaparecidos

Temporal registrado desde quinta-feira (31) causa danos, principalmente, em Paraty, Angra dos Reis e Mesquita

Double | São Paulo (SP) |
Paraty foi uma das cidades mais atingidas pela chuva do final de semana - Corpo de Bombeiros RJ

Desde quinta-feira (31), o estado do Rio de Janeiro sofre com forte chuva que já causou a morte de cinco pessoas e 15 desaparecidas. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros do estado na tarde deste sábado (2).

Segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), até domingo (3) há previsão de temporal na região, incluindo sul do Espírito Santo e o Norte de São Paulo.

:: Após tempestade, deslizamento de terra destrói posto da Polícia Rodoviária em Paraty (RJ) ::

As regiões mais afetadas no estado fluminense são Paraty, com três mortes, Angra dos Reis, uma morte, e Mesquita, um morte. Segundo a Defesa Civil do Rio, as mortes foram ocasionadas por deslizamentos de terra e alagamentos.

Já na sexta-feira, a prefeitura de Paraty decretou estado de emergência. No dia, houve um deslizamento de terra que destruiu um posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Segundo informações da polícia, o posto estava em atividade e havia uma equipe de plantão, mas não houve feridos.

O Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Desastres Naturais) confirmou na noite de sexta o novo recorde de chuva acumulada em 24 horas no posto de medição Angra dos Reis/Vila Abraão. O total de 530 mm registrados entre aproximadamente 18h30 do dia 31 de março e 18h30 de 1 de abril de 2022 foi a maior quantidade de chuva para um período de 24 horas desde 2013, quando as medições começaram.

Sem respiro

A tragédia deste final de semana acontece na sequência de outras duas no estado que, somadas, ocasionaram a morte de 241 pessoas. O caso mais grave foi em meados de fevereiro, no município de Petrópolis. Por dias a região enfrentou sucessivas tempestades.

Leia também: Em Petrópolis, comerciantes relatam prejuízos incontáveis: "A gente quer se reerguer"

No dia 15 de fevereiro choveu mais do que o esperado para o mês inteiro. Na ocasião, foram 260 milímetros em 24 horas, sendo 250 milímetros em apenas três horas.

Neste final de semana, voltou a chover na região, no entanto, não há registro de feridos ou desaparecidos no município.

 

 

Edição: Lucas Weber


Double Mapa do site

1234