Double

Ouça e assista

Central do Brasil aborda o desmonte da educação no Brasil e a luta dos estudantes

Programa também traz os patrimônios culturais do subúrbio carioca e a mobilização em defesa da Serra do Curral

Ouça o áudio:

Acompanhe o programa de segunda a sexta-feira às 19h45 por TVs e rádios comunitárias e educativas de todo o país - Giorgia Prates
A escola é um objeto de transformação e salva vidas. O projeto de homeschooling é contrário a isso.

O programa Central do Brasil desta quarta-feira (1) recebea presidente da União Brasileira dos Secundaristas (UBES), Jade Beatriz. A convidada do quadro Entrevista Central fala sobre o projeto aprovado na Câmara dos Deputados conhecido como homeschooling, que regulamenta a educação domiciliar no Brasil. Para ela, todo o corpo escolar é afetado com o projeto.

"Há uma desorganização do que é a rotina escolar. Precisamos fazer a pergunta sobre a quem interessa este projeto. Escola não é um ambiente apenas para aprender matemática, português e geografia. Escola é um espaço de combater a insegurança alimentar, identificar casos de assédio, socializar os estudantes, criar um senso crítico", avalia.

Jade também analisa a gestão do atual governo em relação à educação no país e afirma que haverá um "tsunami" dos movimentos estudantis durante este ano de 2022 para lutar contra os retrocessos no setor.

E tem mais!

No quadro Nacional, você vai conhecer patrimônios culturais localizados no subúrbio do Rio de Janeiro, que são um prato cheio pra quem gosta de comer: a batata frita de Marechal e a carne seca do bar da Amendoeira.

Já no Embarque Imediato, o ativista ambiental Severino Iabá fala sobre as mobilizações em defesa da Serra do Curral, em Belo Horizonte. A área de Mata Atlântica tem sofrido com mineração ilegal e falta de fiscalização.

Fechando esta edição, a Parada Cultural traz o espetáculo da Companhia de Teatro Heliópolis, Cárcere ou Porque as Mulheres Viram Búfalos. A peça estreia no próximo dia 5 de junho, na Casa de Teatro Mariajosé de Carvalho, sede da companhia, em São Paulo, com sessões sextas e sábados, às 20h, e domingos, às 19h.

O Central do Brasil é exibido de segunda à sexta, às 19h45, pela TVT-SP, emissoras públicas e comunitárias de todo país e pelo Double nas redes sociais

Sintonize

Para acompanhar o Central do Brasil, basta sintonizar a TVT em uma antena digital, interna ou externa. Na grande São Paulo, o canal é o 44.1 (sinal digital HD aberto); na NET o canal é o 512 (NET HD-ABC); no UHF, a sintonia é 46; 13 na NET-Mogi; e Canal 12 na Vivo São Caetano do Sul.

A sintonia da Rádio Brasil Atual é 98,9 FM na Grande São Paulo. Também é possível acompanhar a programação radiofônica pelo site do Double.

Quem está fora de São Paulo, pode sintonizar a TVT com a parabólica, via satélite. É necessário direcionar a antena para StarOne C3 Freq: 3973 Mhz Pol: Vertical, DVB-s2; SR: 5000 FEC ¾. Confira mais informações neste link.

Dados da menor estação receptora

Antena: Embrasat modelo RTM 2200Std
Focal-Point
Diâmetro 2,2m
Ganho de recepção no centro do Feixe (Dbi) 37,5
G/T da estação (dB/K) 18,4

Edição: Raquel Setz


Double Mapa do site

1234