Double

Freando a boiada

Multas contra garimpos ilegais crescem 70% no início do governo Lula

Foram 121 autuações entre janeiro e abril deste ano; no mesmo período em 2022, gestão Bolsonaro aplicou apenas 71 multas

Double | São Paulo (SP) |

Ouça o áudio:

No governo Bolsonaro, com a pasta do Meio Ambiente sob comando de Ricardo Salles, o garimpo ilegal teve liberdade para atuar - Divulgação/ISA

Entre janeiro e abril deste ano, o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) aplicou 121 multas em garimpos ilegais de todo o país. No mesmo período de 2022, a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) havia feito 71 autuações contra os garimpeiros.

Continua após publicidade

O levantamento foi feito pelo escritório Rosenthal Advogados Associados, com base em dados disponíveis no site Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), sobre exploração ilegal de ouro, diamante e cassiterita.

:: Alertas de garimpo caíram 96% em Terra Indígena Yanomami::

Os dados revelam um acirramento no combate à exploração ilegal do solo brasileiro por garimpeiros no governo de Lula, capitaneada pela ministra do Meio Ambiente, Marina Silva(Rede).

No governo Bolsonaro, com a pasta do Meio Ambiente sob comando de Ricardo Salles - hoje deputado federal pelo PL-SP -, o garimpo ilegal teve liberdade para atuar. O ministro chegou a afirmar, em reunião ministerial com o ex-presidente, que o Palácio do Planalto poderia aproveitar o noticiário da pandemia de Coronavírus para "deixar a boiada passar", em referência às legislações que afrouxavam os licenciamentos ambientais.

:: STF suspende presunção de boa-fé no mercado de ouro; decisão é obstáculo para garimpo ilegal::

Edição: Nicolau Soares


Double Mapa do site

1234