Double

Reforma agrária

MST promove visitas a assentamentos no RJ para rebater criminalização provocada por CPI

Visitas acontecem como parte da Jornada Universitária pela Reforma Agrária (JURA)

Double | Rio de Janeiro (RJ) |
Assentamento Irmã Dorothy
No sábado (3), o encontro terá início em Quatis às 8h30 da manhã com a recepção dos participantes, seguido de roda de conversa, visita à produção do local e um almoço coletivo - Assentamento Irmã Dorothy

A Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária (JURA) completa 10 anos em 2023. A edição deste ano do evento, que é uma iniciativa do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em parceria com universidades e institutos de ensino, começou no dia 15 de maio e se encerra neste sábado (3) com visitas ao Assentamento Irmã Dorothy, em Quatis, e ao Dandara dos Palmares, em Campos dos Goytacazes, ambos municípios do estado do Rio de Janeiro.

O encontro nos Assentamentos Irmã Dorothy e Dandara dos Palmares é uma ação vinculada com a Jornada Nacional de Vivência do MST e tem como objetivo também denunciar a tentativa de criminalização da luta pela terra pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a atuação do MST.

Com o tema “Reforma Agrária Popular: em defesa da natureza e alimentos saudáveis”, o evento apresenta diferentes programações que acontecem em universidades e institutos federais do país, como oficinas, feiras da reforma agrária e visitas à assentamentos e acampamentos. O objetivo é reunir jovens e estudantes para debater a importância da reforma agrária no Brasil, além de mostrar de perto a realidade dos trabalhadores rurais.

:: Presidente da CPI do MST, Zucco recebeu R$ 60 mil de sócio de homem que teve fazenda ocupada ::

No sábado, o encontro terá início em Quatis às 8h30 da manhã com a recepção dos participantes, seguido de roda de conversa, visita à produção do local e um almoço coletivo. Na parte da tarde, atividades como o início da implementação do Bosque #TôComMST, com o plantio de mudas, acontecem em Campos dos Goytacazes. Ônibus sairão de diversas cidades para levar os participantes para os eventos.

Leia mais: No seu primeiro dia, deputados da direita confirmam vocação da CPI do MST para circo

No Rio de Janeiro, a JURA é construída pelo MST em parceria com várias instituições de ensino, como a Universidade do Estado do Rio (Uerj), a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Federal do Rio (UFRJ), a Universidade Federal do Estado do Rio (Unirio), Universidade Federal Rural do Rio (UFRRJ), a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz), Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio) e Institutos Federais.

:: Entenda por que quando o MST faz uma ocupação não é o mesmo que invasão ::

Fonte:BdF Rio de Janeiro

Edição: Jéssica Rodrigues


Double Mapa do site

1234