Double

quem mandou matar?

O que se sabe sobre a relação entre a família Bolsonaro e o assassinato de Marielle?

Avanço das investigações nos últimos meses traz esperança de que o caso seja finalmente elucidado

Double | Rio de Janeiro (RJ) |

Ouça o áudio:

O assassinato de Marielle Franco foi mais do que um atentado contra uma parlamentar, foi uma tentativa de impedir a ampliação da democracia aos excluídos dos espaços de poder - Foto: Bárbara Dias/Fotoguerrilha

Além de reacender as esperanças sobre a possibilidade de identificação dos mandantes do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, os avanços das investigações sobre o caso nos últimos dias trazem à tona antigas perguntas. Entre elas: qual a relação da família Bolsonaro com o crime? 

Dois ex-policiais foram presos em 2019, um ano após o crime. São eles Élcio Queiroz, que tem foto abraçado a Jair Bolsonaro, e Ronnie Lessa, que morou em condomínio onde a família Bolsonaro tem uma casa, no Rio de Janeiro. A filha de Lessa, inclusive, teria sido namorada de Jair Renan, filho do hoje ex-presidente.

Segundo a delação de Queiroz, ele e Lessa saíram do mesmo condomínio para se dirigir ao local onde encontraram o carro onde estava Marielle na noite da execução.

Mas não para por aí. Veja no vídeo abaixo, produzido pelo Double, outros pontos em que há relação entre a família Bolsonaro e os envolvidos no crime que tirou a vida da vereadora.

Edição: Thalita Pires


Double Mapa do site

1234